3 comentários em “Os Herodes de nosso tempo

  1. A sua colocação foi bem adequada. É realmente um absurdo pensar que tem gente que escolhe ter ou não o filho, com o mesmo critério usado para comprar roupa: se tiver algum defeito eu não quero.

    Esta visão limitada e preconceituosa apenas reflete o que muitos buscam nos dias atuais, que é o comodismo. Se ter uma criança com alguma deficiência e/ou síndrome representar que sairei da minha comodidade, os egoístas de plantão já defendem (e usam) o aborto como meio de defesa de seu interesse pessoal.

    Também tenho a mesma esperança que você, mas não apenas em relação ao STF, e também para que a sociedade tome conta do tamanho da imbecilidade que é recorrer ao aborto, ainda mais por motivos tão mesquinhos.

  2. Você citou Roe vs Wade e eu me lembrei de um caso muito próximo a mim: a filha da proprietária da loja onde eu trabalhava engravidou e foi fazer um daqueles exames pré-natal. O sujeito (ir)responsável pelo exame disse que havia uma “falha” na coluna do bebê, que ele nasceria com uma deficiência grave, que era melhor abortar antes que o “feto” crescesse e que ele tinha o nome de um bom (?) médico para fazer o aborto. A garota saiu de lá assustada, mas resolveu levar a gravidez adiante. O garoto nasceu, bonito, forte e inteligente, sem deficiência alguma. Pessoalmente, eu admiro a força de pais que, mesmo sabendo que seus filhos vão ter alguma espécie de “empecilho” para uma vida dita “normal”, resolvem tê-los, assim mesmo.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s