3 comentários em “Polêmica: o que você mudaria na Igreja Católica?

  1. Tô contigo!
    Também não convocaria um novo concílio e sim um aprendizado e aprofundamento no que temos! Ainda temos muito o que aprender e realizar, antes de pensar em modificar.
    A Paz!
    Mônica Eva

  2. É um exercício muito simples e interessante, mas nunca vi alguém pensar nisso, pelo menos não alguém sério…

    Eu também não abriria um concílio nos próximos 10 anos, se as coisas não mudassem muito. Mas um tema interessante para concílio seria a formação religiosa. Não apenas para esclarecer coisas ainda confusas, principalmente com o CVII, mas também para termos clérigos mais capazes de comunicar o Evangelho verdadeiramente.

    Nestas décadas, confundiram uma comunicação próxima das pessoas com moleza, relativismo, discurso fácil e bobo. A proximidade deve ser mais pela valorização do conteúdo, e nem tanto pela esculhambação do discurso =)

  3. Interessante! Eu tambem não convocaria um novo concilio não. A começar pelo que episcopado que temos atualmente, as decisões de um novo concilio seriam desastrosas. Eu trabalharia para aplicar bem o atual concilio, sanando suas deficiencias de interpretação, Nesse sentido, acho que estou meio alinhado com o seu pensamento. Mas para responder as perguntas que foram propostas eu responderia da seguinte forma:

    I) Não convocaria um novo concilio. As razões pelas quais nao convocaria seria algo parecido com o que o Cardeal Billot disse para o Papa-Bibliotecário, Pio XI: “Santidade, me parece que isso é um perigo, porque estamos no tempo dos modernistas (eu diria relativistas e modernistas) e esses criaram muita confusão na Igreja. Se o concílio for aberto agora, todos estarão em condição de participar, porque muitos também são hierarcas da Igreja e creio que isso seria uma magnífica confusão entre os teólogos, sacerdotes, religiosos e até o povo”.

    II) Um novo concilio poderia ser sediado no Vaticano mesmo, não é o lugar que atrapalha, são as pessoas.

    III) Eu trataria dos seguintes temas:

    Colegialidade x Poder Petrino – Porque tem bispo que se acha mais realista que o rei e se julga apto a descumprir as regras de Roma impunemente. Eu estabeleceria exatamente quais os limites da colegialidade dos bispos;

    Heresias atuais – Apesar dos Santos Padres Paulo VI, JP II e Bento XVI ja estarem se preocupando em condena-las, elas continuam fortes e vivas.

    Liturgia e Lex Credendi Lex Orandi – Para estabelecer as normas liturgicas que regulam a verdadeira fé catolica que se vivencia nos ritos.

    Questões morais atuais – precisam-se por limites nessas questões. Há bispos querendo passar por cima de decisões do Santo Padre e defender posições amorais e imorais publicamente como se fosse algo digno de mérito.

    Eu nem trataria desse tema chamado Ecumenismo, resolveria ele antes, atraves de uma constituição apostolica e invocando a infabilidade. Penso como o Pe. Demétrio se exprimiu uma vez no seu blog: ninguem tá preocupado com isso, só a Igreja, logo, os protestantes querem ficar na deles, sao hereges pertinases, não há dialogo pra quem não quer dialogar e nem para quem quer impor a sua verdade sobre a Verdade.

    Abço!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s